MABO BANTU O SACERDOTE

foto

ANTONIO C.P.G.C.BENITEZ ORTIZ, herdeiro espiritual, segundo as tradições secular da Irmandade de Ilú Sabbath®, sacerdote reconhecido pela sociedade e pela mídia, principalmente pelo estigma de "MESTRE DO VODU", teólogo formado, com auto-formação em História Antiga. Seus antepassados chegaram no Brasil em 1.902, cheios de esperança na continuidade da prole, com mais segurança e força espiritual. Parentes, amigos e ex-serviçais os aguardavam no porto com reverência e muito carinho. Com efeito, eram de castas nobre num país estranho, primitivo para sua cultura, principalmente por nunca terem convivido longe do conforto e do status que gozavam na Espanha. Do porto a São Paulo, haviam providenciado vagões especial, porque os trens subiam lotados de imigrantes de várias origens, "como animais". Ao desembarcarem na Estação da Luz, lardeado por um parque povoado por animais selvagens e bandoleiros, haviam carruagens e serviçais preparados para recepcioná-los. Deixaram para trás títulos e poder para escapar da perseguição implacável do exército do reino. Cujas matriarcas, La Buela Fica Orthiz el La Buela Doquarta Benithez del Bourbon, estavam envolvidas, numa fusão de bruxarias e política para libertar a Espanha. O Brasil ainda era muito provinciano para eles.

foto

O avô do sacerdote, intelectual e artista formado pela Academia Real de Artes de Madrid, da mesma turma de Pablo Picasso e amigo de Joan Miró, não encontrou dificuldades para conquistar a sociedade Paulistana da época. Deixando viva e forte a semente de toda uma tradição de glória, mistérios e poder, cuja união e cumplicidade da família, do Brasil e da Espanha, permanece inalterada até hoje. Mabo Bantu é a continuidade deste fantástico universo de mistérios, de magia e heroísmo, de renúncias em prol dos mais fracos.

Entre muitos descendentes pelo Mundo, foi o escolhido ainda no ventre da mãe. Cuja a tradição estava em seu espírito, até mesmo em seu DNA. Já que sempre foi, a várias encarnações, lider da Irmandade. Aperfeiçoou-se nos mistérios da Irmandade, nos princípios e na filosofia da tradição. Teve como tutora espiritual sua tia, então a lider no Brasil, além de intelectuais e mentores espirituais que o educava empiricamente nas ciências naturais. Assumiu aos 13 anos de idade, numa surpreendente manifestação do grande Mestre dos Oráculos, num ritual histórico de consagração. Apartir daí, não havia mais retorno. Foi um dos mais belos rituais de consagração, com: muita músicas folclóricas andaluz, danças flamencas, folclore mouro e hebraico. Aos 16 anos de idade estava entre médicos, agentes governamentais e guerrilheiros em missões de apoio na África do Norte. Aos 18 anos de idade, corria entre as vilas e becos de Porto Príncipe, Haiti, no final da guerra civil para escapar das tropas que capturava qualquer estrangeiro na ilha.

Conhecido e admirado por muitos, e desconhecido por tantos, leva sua missão em prol do elemento humano, através da sabedoria e dos velhos pergaminhos - receituários de bruxaria - que registram receitas de até 350 anos antes de Cristo, imortalizados pelos seus antepassados. Aliado ao poder onipresente das energias cósmicas, dos elementais e das entidades que acompanham esta Irmandade desde o princípio. Hoje dedica-se exclusivamente às Ciências Ocultas, sendo reconhecido como um dos maiores mestres da magia, tanto no Brasil como em alguns países da Europa. Foi homenageado com comendas e irá resgatar seu título de nobreza por direito na Espanha. Foi reconhecido pela UNA/USA e La Medaille de Reconnaissance por missões na África e entre tribos nômades do Norte da África, além de outros países no Caribe. Em seu oráculo, atende do operário a líderes políticos, tal qual no passado, com o mesmo carinho, dedicação e respeito. Sem discriminações, sempre com o objetivo de dar a luz, abrir os caminhos para que possam alcançar seus ideais. Dar o equilíbrio, a felicidade, o amor e a paz, auxiliando com manipulações alquímicas, alterando as deficiências das composições químicas da aura, do corpo e do espírito. Em casos de doença provocada por influência espiritual, altera também a química somática e da psiquê, para que o ser alcance o equilíbrio tanto no espírito como no corpo e na mente.

foto

Geralmente as alquimias são usadas para mudar a estrela daqueles que buscam o sucesso, seja no mundo artístico, empresarial ou político: manipulando a sorte e o destino. Através da alquimia o homem entra em equilíbrio etéreo com a química dos elementos da Natureza, abrindo as portas dos mistérios em auxílio do ser humano. Mabo Bantu é o mais bruxo polêmico. Foi o único a ter coragem e ousadia de desafiar o Sistema e a Igreja, numa reportagem assustadoramente ousada, mostrando na televisão em horário nobre, em rede nacional, um ritual de magia negra, que o marcou e o estigmatizou. Mas conseguiu provar o questionamento dos credos, alertando a marcha obsessiva do Mundo para uma dimensão cega de ignorância. Provou que o bem e o mal são subjetivos, estão nos conceitos dogmáticos e nos sistemas de Estado, não no oculto. Pois para o oculto o equilíbrio é necessário como tudo que há na Materna Natureza. DEUS está presente em todas as coisas, desde que sejam feitas com pureza e verdade. Para Ele , todos tem o direito de viver, vencer, de mudar seu karma ou destino, de ser feliz, fazer a estrela da sorte brilhar e ter sucesso, ter o direito de manipular nossas essências etéreas, fazendo o talento e a luta serem concretizadas para cumprir melhor nossa meta na Terra.

foto