A IRMANDADE E SEUS OBJETIVOS

As religiões sempre foram e continuarão sendo a estrutura moral e ética das sociedades, seja numa tribo primitiva da África ou numa grande nação da União Européia.

Já, os credos, é a base das famílias, onde santos tornam-se mediadores de suas fraquezas e delitos, pensamentos e filosofias tornam-se condicionamentos e obsessões, e espíritos, tornam-se cúmplices e companheiros de cânticos, danças, transes e fraquezas etílicas e sexuais.

Estamos vivendo um período de turbulências típica de virada de século, onde a fé tornou-se um dos mais rentáveis "meio de vida", onde valores culturais estão confusamente invertidos, os sentimentos nobres tornaram-se fugaz, e a sexualidade é a fuga da inconsciência e inconseqüência dos mais fracos - o único caminho da auto-estima - e, geralmente, os únicos poucos momentos de felicidade na vida.

Nesta confusa pantomima de sensualidade introdutória do infernal universo de Dante, surgem as "ondas" do esoterismo, num modismo pernicioso com seus cursos e iniciações. Alguns até válidos pelo estímulo da auto-ajuda, pela consciência mística, mas a maioria...

A Irmandade de Ilú Sabbath® não visa condicionamentos doutrinários porque não é uma congregação, não visa conglomerados porque é oligárquica, não há cultos ou sessões, ou mesmo obrigações. Mas reuniões fechadas com pequenos grupos de adeptos afinados com os ideais da Irmandade.

A Irmandade mantém a autenticidade dos mesmos princípios de 8 séculos e meio de sua existência, nunca se deixou levar por modismos ou tendências ecléticas, nunca teve vínculo dogmático com nenhuma religião oficial, mesmo porque, não é um segmento religioso, é a única Irmandade de Alta Magia que sobrevive desde a Idade Medieval, superando as "intempéries" teológicas contemporâneas. Graças ao hermetismo de seus fundamentos e da restrição ao público como adeptos.

O sacerdote Mabo Bantu como herdeiro universal da sabedoria mística da Irmandade, é o único que decide entre os muitos candidatos que logram a integração na Irmandade, quem está apto a ser integrado. O básico para a integração é ser verdadeiro consigo e com seus entes, ter consciência de seu meio e respeito pelos mistérios, independente de credos e filosofias, cor, sexo, ou condição social. Com efeito, são os quisitos básicos para absorver com pureza de mente e espírito a metafísica da Criação, a Cosmogonia do elemento humano, os mistérios cósmicos do elo oculto do homem com a Materna Natureza.

SEJA BEM VINDO A IRMANDADE DE ILÚ SABBATH®